/
/
Quais os tipos de lesão no joelho ?

Quais os tipos de lesão no joelho ?

Os joelhos são responsáveis por sustentar o peso do nosso corpo, absorver impactos e garantir mobilidade. Todas essas funções colocam a articulação em uma posição de risco, fazendo com que esteja mais propensa a sofrer lesões.

Pacientes de todas as idades, frequentemente, se queixam de dores na região, mas não procuram um especialista para saber qual a origem. Recorrem a analgésicos, géis de massagem e uso de bandas elásticas sem orientação, concentrando-se no sintoma e não na causa da dor. Essa atitude pode agravar a lesão no joelho e tornar a dor crônica.

Quem pratica esportes regularmente deve ter ainda mais atenção, pois as chances de rupturas, entorses e luxações são maiores. É o seu caso? Então continue lendo esse post para descobrir quais são as 5 lesões no joelho mais comuns.

Quais os tipos de lesão no joelho?


1- Lesão de Menisco

Cada um dos nossos joelhos, conta com dois meniscos, o medial e o lateral. Essas estruturas fibrocartilaginosas estão localizadas no topo da tíbia, o osso que compõe a parte inferior da perna e é o segundo maior do esqueleto humano.

As principais lesões no joelho que afetam essa região ocorrem quando há um rompimento total ou a formação de uma espécie de alça no menisco. Além da dor, os pacientes afirmam frequentemente que sentem como se a articulação estivesse travada.

Apesar de existirem lesões degenerativas associadas ao menisco, é mais frequente que seja resultado de trauma durante uma prática esportiva, principalmente futebol, que envolve muito contato.

A boa notícia é que a reabilitação do joelho é totalmente possível nestes casos. Dependendo do grau da lesão, o tratamento pode ser feito até mesmo com radiofrequência, sem a necessidade de um procedimento cirúrgico.

2- Ruptura do Ligamento Cruzado Anterior (LCA)

É impossível falar sobre lesões comuns no joelho e não mencionar a ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA). Essa faixa de tecidos fibrosos que liga o fêmur à tíbia, ao mesmo tempo, estabiliza e dá mobilidade ao joelho. Ela impede que, durante a rotação da articulação, a tíbia “saia” do lugar.

Os praticantes de esportes provavelmente conhecem essa lesão de perto porque ela pode ser considerada rotineira entre quem joga basquete, futebol, vôlei ou até mesmo handebol. As desacelerações repentinas, saltos e mudanças de direção bruscas e constantes para acompanhar o ritmo do jogo podem causar o trauma.

A gravidade das lesões no ligamento está dividida em 3 graus. No grau 1, a lesão é ligeira. O ligamento foi distendido, mas ainda está funcional e garante a estabilidade do joelho. No grau 2, o trauma é considerado parcial, resultando em um ligamento mais frouxo e comprometido. Esse tipo de lesão ocorre com menos frequência do que as outras.

Já no grau 3, a gravidade é real. O tendão foi completamente rompido e a instabilidade da articulação é incontestável. Todos os casos necessitam de acompanhamento. Mas esse, sem dúvida, é o que vai demandar mais tempo até uma recuperação completa.

3- Condromalácia Patelar

O osso mais saliente, que fica bem na frente do joelho, é chamado de patela. Tal como todos os outros ossos do corpo, ele tem uma cartilagem que o protege do atrito. A condromalácia patelar acontece quando essa cartilagem amolece e perde a sua capacidade de absorver impactos, sobrecarregando o osso.

Essa lesão pode ocorrer por conta da idade, excesso de peso e alterações anatômicas, no entanto, é muito comum em pessoas jovens que praticam esportes, principalmente a corrida de rua.

Diferente de outros problemas que afetam esta região, a condromalácia é um pouco mais silenciosa. Começa com um pequeno desconforto no joelho que se agrava durante a atividade física ou depois de passar muito tempo sentado. Nos estágios mais avançados, apresenta inchaço, perda de força muscular e estalidos na articulação.

4- Lesão no trato iliotibial

Localizado na parte lateral da coxa e se estendendo até a tíbia, o trato iliotibial ajuda a estabilizar o quadril e o joelho, além de auxiliar outros músculos na extensão e flexão desta articulação. Essa indicação já deixa claro que é um conjunto de tecidos fibrosos muito utilizados porque está diretamente relacionado ao movimento de dobrar os joelhos.

O problema acontece quando o ato repetitivo de estender e flexionar a articulação começa a causar um atrito doloroso com o côndilo femoral. Há diversos fatores que estão na sua origem, mas é uma das lesões no joelho mais comuns entre quem pratica corridas, especialmente com subidas e descidas no percurso.

Más posturas durante as atividades e calçados inadequados são alguns dos motivos que resultam neste trauma doloroso. Por isso, é sempre fundamental procurar por tênis adequados ao esporte que vai praticar e obter orientação sobre a forma correta de executar os movimentos.

Um dos principais sintomas é dor aguda na face lateral do joelho, principalmente depois do início de uma atividade física. O paciente também pode sentir queimação e hipersensibilidade no mesmo local. Em quadros mais avançados, a dor avança para a parte lateral da perna.

5- Tendinite Patelar

A tendinite patelar pode ser considerada uma lesão que surge por esforço repetitivo. O que acontece nesse caso é que, o tendão patelar inflama por estar sendo sobrecarregado e os motivos para isso acontecer são os mais variados. Doenças crônicas e fatores anatômicos favorecem o problema.

A falta de alongamento e o aumento repentino do nível de atividade física também são causas plausíveis. Por isso é importante cumprir com todas as etapas do treino e subir de nível progressivamente.

A dor característica da tendinite patelar surge com mais frequência à noite e pode vir acompanhada de acúmulo de líquido no joelho e rangidos na articulação.

Certamente, você constatou que o surgimento deste tipo de problema é mais comum entre quem pratica exercícios. Ao informar sobre quais são as lesões no joelho que acontecem com mais frequência, o objetivo não é desestimular a prática, mas sim encorajar que ela aconteça de forma saudável.

Quer saber como se exercitar em segurança, protegendo-se de contusões? Leia o nosso post sobre como prevenir lesões no joelho e mantenha-se ativo(a)!

Leia
também

29 de maio de 2021

Ombro congelado: Como identificar a capsulite adesiva

A capsulite adesiva, conhecida popularmente como “ombro congelado”, é um quadro que se caracteriza por limitação dos movimentos...
29 de maio de 2021

Descubra como tratar a dor na coluna sem cirurgia

29 de maio de 2021

Lesão de menisco: Descubra o que é

O menisco é uma estrutura de cartilagem presente no joelho que serve para proteger os...